No Cotidiano de Gravo teu Grito

Estamos na Alfinete Galeria e arredores até esse sábado (13), das 19 às 20h, para oferecer o serviço de coletor de gritos. E semana que vem retornaremos. A partir de agora, Gravo teu Grito incluirá aparições surpresas em locais da cidade.

Há muito boa aceitação por parte dos visitantes da galeria. Todos demosntraram simpatia pela proposta e a possibilidade de ruptura do silêncio.

Fora da galeria os casos de rejeição são pontuais, mas relevantes, e gerados por duas motivações:

  • medo de fornecer ao menos um dado de identificação pessoal;

  • recusa à possibilidade de alguém um dia usar as gravações colocadas em domínio público para fins lucrativos. Um homem que estava a ponto de utilizar a plataforma pensou um pouco e afirmou: "vou engolir seco o meu grito e deixá-lo engasgado aqui (no peito), pois tudo tem um preço. Quanto você já ganhou com isso aí? E vai vender por quanto?"

Tá difícil confiar? Grita que eu gravo. Gravo teu Grito não faz pouco dos engasgos. Continuamos desejando gritos, para que se tornem potências realizadas. Se quiser, é só contatar: todos os dias, 24 horas antenados, em busca do lucro emocional-inter-subjetivo-esquizofônico geral.

O arquivo com os gritos já gravados pode ser integralmente ouvido na Alfinete Galeria até 04 de outubro.

Ouve uma amostragem breve em VER+OU+VIR.

#gravoteugrito #performance #galeria #asanorte

Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • b-facebook
  • Twitter Round